Cristiane Bacelar

Categoria: vereadores
Cidade: Coelho Neto
cris

Primeira dos três filhos do casal Cláudio e Nazaré, nasceu no dia 17 de Junho de 1974, em São Paulo. Em 1978, mudou-se para Timon onde residiam seus parentes, a tradicional família Vasconcelos. Participou ainda criança de vários momentos políticos ao lado dos avós, políticos da cidade. Aos 20 anos casou-se com Magno Bacelar, indo residir em Brasília. Viveu experiência de ser esposa de Senador e deputado federal ainda bem jovem, antes do nascimento de sua primeira filha Larissa Bacelar. Ainda em Brasília graduou-se em Psicologia e foi voluntária na ABRACE (associação de apoio as crianças com Cancer). Participou de cursos na Escola de Formação de Governantes em São Luis, concluiu também o curso “O papel do vereador” pelo Program Interlegis do Senado Federal.

Exerceu a profissão de Psicóloga Clínica até mudar-se em para Coelho Neto em 2003, ao lado de seu esposo e filha de 4 anos. A chegada a cidade também trouxe a grata surpresa de saber que estava grávida novamente de sua segunda filha Layla Bacelar. Assumiu por 8 meses a Secretaria Municipal de Assistência Social . Especializou-se em Psicopedagogia, fundou o Movimento de Mulheres de Coelho Neto e a Associação Jovens de Sucesso, visando sempre geração de renda para as pessoas mais desassistidas como os jovens e as mulheres através de trabalhos alternativos como artesanato, reciclagem, cursos para capacitação de mao-de-obra, investimento nos artistas locais, incentivo a agricultura de fundo de quintal e comercialização de produtos. Trouxe a primeira psicóloga, em 2003, para Coelho Neto. Foi Membro do conselho de Assistencia Social, Conselho de defesa dos direitos das mulheres, e Conselho de Segurança alimentar.

Como voluntária desenvolveu trabalho com os detentos, valorizando a mão de obra artesanal para que houvesse alternativas ao serem devolvidos a sociedade. Participou da Pastoral da Família na capela Mãe do Salvador e da Pastoral da Liturgia na Matriz de Santana. Acompanhou o crescimento da gruta Nossa Senhora do Amparo. Incentivou ativamente o associativismo de moradores e de categorias de trabalho. Nos 4 anos de mandato do esposo representou bem o município de Coelho neto nos encontros de Primeiras Damas promovidos pelo Governo do Estado.

Em vários momentos destacou-se como palestrantes em entidades filantrópicas, faculdades, igrejas. Ainda em Coelho neto iniciou a graduação em Administração, dando continuidade em São Luis na forma de Especialização em Adminsitração Pública. Sempre estudando, dedicou-se a Saúde Pública. Focando contribuir com a aplicação do SUS, participou de cursos de Epidemiologia, Auditoria e Financiamanto do SUS, Atenção Primária em Saúde e Aperfeiçoamento e Qualificação dos gestores do SUS pela UFMA e FIOCRUZ . Em 2009, é nomeada Assessora Técnica da Regional da Ilha na capital, logo em seguida assumiu a Direção de um Hospital Estadual. Empenhou-se em trabalhos voluntários junto a ALM/MA( Associação dos Lesados Medular do Maranhao), a Escola de Cegos e Associação dos Cegos do Maranhao.

Estabeleceu parcerias com a Associação dos Surdos. Membro do Conselho de Psicologia do MA, participa do movimento sindical dos Psicólogos, cursou o MBA de Executivos em Saúde pela fundação Getúlio Vargas. Num momento de ascenção profissional, desenvolvendo um bom trabalho e cultivando grandes amizades em São Luís, decide voltar a morar em Coelho Neto. Decisão tomada diante do apelo de vários amigos coelhonetenses que nunca abandonaram Cristiane. E em meio a euforia dos aplausos, no dia 24 de junho de 2012, o dia da convenção, ela decide iniciar sua vida política e concorrer pela primeira vez a um cargo eletivo. Eleita vereadora, desempenha a edilidade com dedicação. Assume a Presidencia da Comissão de Legislação, Justiça e Reação Final, secretaria a Comissão de Revisão da Lei Orgãnica.

Volta investir no Artesanato, criando a Associação dos microempreendedores artesanais de Coelho Neto-AMAR/CN, provoca discussões sobre os direitos das pessoas com deficiência, sobre a política de combate as drogas, geração de emprego e renda, participa de conferências municipais, e sempre observando de perto a situação em que vive a população.