Pré-campanha: como ter sucesso nas redes sociais?

Com um bom planejamento será possível construir uma imagem nas redes e conquistar o maior número de eleitores ao ponto de vencer as eleições.

Muitos pré-candidatos acreditam que basta saber publicar, programar e postar nos stories para realizar um bom trabalho nas redes sociais. A execução da atividade vai muito além, exige dedicação, investimento e tempo para ter bons resultados.

O grande erro que se comete é pensar que as redes sociais têm como função divulgar reuniões e encontros. E este foi o principal motivo do desespero de boa parte dos concorrentes das eleições de 2020, quando se viram isolados em suas casas. O que iriam divulgar? Como ficariam suas publicações se estavam impossibilitados de se reunirem?

É preciso entender que as mídias sociais são de extrema importância para a construção da narrativa e do discurso do pré-candidato. Todo sucesso de uma rede se dá pelo conteúdo divulgado. Não são as disseminações das reuniões que irão engajar os eleitores e, sim, o posicionamento com base em um determinado assunto ou categoria.

Ou seja, o bom conteúdo se constrói a partir de planejamento e o sucesso na rede social se dá, principalmente, pelo posicionamento. Candidato que fica em cima do muro não chega a lugar nenhum.

Com um bom planejamento será possível construir uma imagem nas redes e conquistar o maior número de eleitores ao ponto de vencer as eleições.

Planejamento

O planejamento de uma campanha digital inicia com o levantamento do maior número de informações. Pesquise sobre a cidade, os bairros, quem são seus eleitores, as necessidades e os sonhos deles e, quem são as pessoas que também lutam pelas mesmas causas que você e o que elas falam.

A partir destas informações, estabeleça os seus objetivos, defina a sua narrativa/discurso, evidencie o seu diferencial e estabeleça sua presença nas redes. Atenção, o pré-candidato ou já candidato vende um sonho, que é a melhoria do bairro, a defesa por uma causa ou a luta por benefícios para uma categoria.

A reunião desses dados lhe possibilitará entender o que o seu eleitor necessita e o que ele quer ouvir (Ler artigo: As ferramentas que estão salvando as pré-campanhas na quarentena). Esse é o segredo para conquistar votos e alcançar o posto almejado. É preciso ter um discurso e propostas bem elaboradas sobre a demanda do seu possível representado. Lembre-se: ninguém deposita um voto de confiança no escuro.

Com essas informações em mãos, será fácil identificar quais redes que deverá trabalhar e investir. Essa escolha está muito ligada ao público/segmento que pretende conquistar o voto.

Crie uma imagem padrão para seu material de divulgação (identidade visual), para facilitar a identificação das suas publicações pelos seus eleitores. Mas tenha cuidado com a utilização de logotipo ou logomarca do partido ou até da sua pré-campanha, alguns TREs podem entender como candidatura antecipada.

Trabalhe essa narrativa/discurso que nada mais é que o conteúdo, esse é o principal instrumento do sucesso da sua rede. Independente da forma (vídeo, card, matéria ou gif), a informação passada precisa ser útil e de interesse do seu público alvo.

Conteúdo

Mas como ter esse conteúdo que tenha a capacidade de engajar as pessoas? Infelizmente, não tenho uma boa notícia, pois não existe fórmula pronta. É preciso transmitir aos seus seguidores informações relevantes.

Esses dias passei essa informação a um pré-candidato e ele, como defensor dos animais, correu para internet, levantou dados da quantidade de pets abandonados e fez uma postagem.

Uma divulgação importante, mas não o torna conhecedor da causa aos olhos dos seguidores, pois é uma informação encontrada facilmente. O que vai transformá-lo em um líder e em um conhecedor da causa é unir esses dados com as experiências e os conhecimentos pessoais. Esse é o diferencial que irá chamar a atenção do público.

Não existe líder de uma causa sem viver e conhecer o assunto. Por isso, cuidado com o que propõe e fala. Também, não basta contratar um profissional para cuidar das redes, se você não transmitir essas informações da sua vivencia e passar os seus posicionamentos. Deixar a mídia nas mãos de terceiros, sem se envolver, dificilmente terá o resultado esperado.

Reflita sobre essas indicações, analise suas redes e se for preciso, comece novamente. Não existe receita pronta e a criatividade ou o reinventar são peças fundamentais para o crescimento da audiência.

Depois de toda dedicação para a realização da publicação é importante analisar os dados e as estatísticas que as próprias redes fornecem. Se investir em impulsionamento, esses dados são mais detalhados e a possibilidade da rede crescer e do envolvimento das pessoas aumentarem serão maiores.

Espero que as dicas tenham sido úteis e boa pré-campanha para todos!