Solidariedade anuncia ex-juiz Carlos Madeira como pré-candidato a prefeito de São Luís

WhatsApp Image 2020-01-15 at 16.54.23

Anúncio foi realizado durante coletiva a imprensa, que reuniu veículos de toda a região metropolitana de São Luís

 O ex-juiz federal José Carlos do Vale Madeira, anunciou junto com o presidente do Solidariedade Maranhão, Simplício Araújo que será pré-candidato a prefeito de São Luís, pelo partido. O anúncio foi realizado durante uma coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (15), em um hotel de São Luís.

Durante a entrevista, o presidente Simplício Araújo e Carlos Madeira, responderam a todas as perguntas da imprensa, que lotou o local. Ainda não houve nenhum pré-candidato que reunisse tantos profissionais a sua volta como o ex-juiz, que ressaltou que a confirmação do convite para participar das eleições pelo Solidariedade se deu segundo ele porquê “Simplício meu deu segurança jurídica e política”, disse.

Carlos Madeira foi mais além, falou sobre possíveis alianças políticas, sua independência e demonstrou preparo ao falar sobre seu projeto. Minha visão é de gestão, com posição e sentimento crítico. Não ficarei em cima do muro. Se para fazer gestão tiver que desconstituir ideias e posturas, não me furtarei e porei minha cara à avaliação”, ressaltou o ex-juiz federal.

O presidente da legenda, que atualmente reúne o maior números de filiados proporcionais no Brasil, Simplício Araújo, destacou que Carlos Madeira reúne todos os predicados que o Solidariedade prega. Segundo ele, São Luís ganha com um pré-candidato que conhece a realidade da cidade.

“Acredito que o Solidariedade, com a pré-candidatura de Carlos Madeira, insere maturidade e experiência ao processo de sucessão Municipal. Ele é o único candidato que veio da periferia da cidade e da pobreza, portanto conhece todos os problemas da educação, saúde, mobilidade e tantos outros temas, pois teve que vencer cada um deles para se formar, ser promotor de justiça, juiz federal e hoje apresentar seu nome para ajudar à população neste momento complicado da política nacional”, disse.